Carlos Marighella

Carlos Marighella foi um homem negro, baiano, soteropolitano, filho de um imigrante italiano e de uma baiana filha de pessoas escravizadas sequestradas no Sudão. Foi poeta, escritor, jornalista, militante da União da Juventude Comunista (UJC) e do Partido Comunista Brasileiro (PCB). Foi deputado constituinte em 1946, tendo seu mandato cassado em 1948 junto com o partido. Preso e torturado na ditadura Vargas em 1936, tendo cumprido pena de 1 ano por subversão, Marighella foi novamente preso em 1939, inicialmente em Fernando de Noronha(PE), sendo transferido para Ilha Grande (RJ) em 1942, onde permaneceu até 1945 quando foi anistiado no processo de redemocratização do país. Em maio de 1964, logo após o golpe empresarial-militar, foi baleado por agentes do DOPS dentro de um cinema na cidade do Rio de Janeiro, ficou preso até 1965, solto por decisão judicial. Em 1966 rompe com a Comissão Executiva Nacional do PCB, é expulso em 1967 e em fevereiro de 1968, funda o grupo armado Ação Libertadora Nacional (ALN). Considerado inimigo número 1 da ditadura empresarial-militar, foi morto na noite de 4 novembro de 1969, numa emboscada organizada por Sérgio Paranhos Fleury, delegado do DOPS.

Filmes relacionados:
“MARIGHELLA – RETRATO FALADO DO GUERRILHEIRO”

“MARIGHELLA”

“BATISMO DE SANGUE”

Posted in Uncategorized.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *